Comportamento, Dia a Dia


Uma casa, duas culturas


crianca-roupa-bebe16Nós duas vivemos experiências muito similares e, ao mesmo tempo, muito diferentes em relação a mistura de cultura. Uma casou com um descendente de grego. Tipo aquele filme “Casamento Grego” mesmo. Igual, sem tirar nem colocar. A outra, além de ter uma família cheia de mistura de culturas (uruguaia, francesa, egípcia, italiana…) ainda morou sua infância na Alemanha.

Por mais que você conheça e se adapte, que você acha que viveu muito, tudo intensifica quando o resultado do beta dá positivo e você se vê grávida. Normalmente, se seguindo os mesmos costumes e tendo a mesma cultura, o casal tem muitos conflitos para tomar decisões envolvendo os filhos…imagina se até esses costumes são diferentes?

checkRespeito: Nessas horas o essencial é ter respeito dos dois lados. Parece obvio, mas nem sempre é. Se você acha que sabia tudo do seu companheiro, de repente, vai descobrir novos costumes ou hábitos que podem até parecer estranhos. Mas, tenha certeza que coisas que para você são absolutamente normais, também podem parecer estranhas para o outro. Ou seja, o casal tem que estar muito alinhado com o que querem ou não seguir de cada uma das tradições – o resto da família pode não concordar, mas terá que aprender a respeitar essa decisão. É claro que não é fácil, mas para isso cada um individualmente precisa ter suas prioridades bem claras – do que abre mão e do que não. Afinal, eventualmente, os dois vão ceder em algum ponto – faz parte.

check EquilíbrioO cuidado é para a corda não pender sempre para o mesmo lado, porque isso sim pode causar problemas futuros.  Pense nos alicerces base, esses valem a pena ser discutidos, rediscutidos até vocês estarem tranquilos. Que religião vão seguir, que tipo de educação querem dar, que valores são os cruciais – tudo isso faz parte do básico. E vale todas as discussões necessárias. Já as coisas menores, os “detalhes”, esses vocês podem ir discutindo conforme vão acontecendo, até porque se a base está bem fundamentada, fica mais fácil.

check Paciência: Muita paciência, as vezes. Algumas coisas para culturas diferentes, tem significados diferentes. E não só paciência com as diferenças, mas também com as perguntas. Porque eventualmente seu filho vai questionar, perguntar e até desafiar o que acha certo e errado. Esteja pronto para responder. E para isso nós achamos que o maior segredo é entender como e porque as coisas funcionam daquela determinada forma..

Pense que apesar de parecer confuso, você está dando para seu filho um exemplo lindo de culturas diferentes e integradas, respeitando uma a outra. Ele vai crescer mais aberto e tolerante com os outros. Digamos que algo bem necessário no mundo de hoje.