Sem categoria


Guia Prático do Quarto Montessoriano


quarto-montessoriano-para-crianc%cc%a7a

Muitas vezes, o “primeiro” quarto que fazemos para os pequenos tem mais a nossa cara que a deles! Com o tempo, percebemos o jeito deles e na medida que vão crescendo novas necessidades vão surgindo. Daí começa a transformação para adaptar ou mesmo reformar o espaço deles – tarefa não menos cansativa mas igualmente prazerosa do quarto de recém nascido.

Nós duas curtimos muito a filosofia da autoeducação, ou seja, estimular o desenvolvimento e a autonomia (de forma segura!) para nossos pequenos. E, por isso,muito do quarto dos nossos pequenos seguiu a filosofia Montessoriana. Este método, criado por Maria Montessori, defende que o espaço seja um ambiente criado para que a criança possa explorar e circular livremente.

Você deve ter em mente que o quarto deve proporcionar os seguintes conceitos:

– respeitar e incentivar a criança

– dar liberdade de movimento

– incentivar a independência e a tomada de decisão

– proporcionar oportunidades para aprendizado

– enfatizar atividades sensoriais

E, para criar isso, decidimos compartilhar algumas dicas para montar este ambiente:

1 – Cama: A principal mudança está na cama, diferente das camas altas que oferecem certa dificuldade na movimentação, você pode optar por camas bem baixas (quase no chão mesmo), ou então um colchão mesmo direto no chão. Na segunda opção, você pode colocar travesseiros ou almofadas ao redor para evitar acidentes quando eles ainda estão na fase que “rolam pelas laterais”.

2 – Armários/baús: Sempre na altura da criança. Para que eles não enjoem fácil dos brinquedos, recomendamos que seja feito um rodízio nestes locais. Pense em todos os itens de segurança aqui: como seu pequeno vai “puxar” o armário, como será a tampa do baú, etc. Tenha em mente que ele deverá fazer este manuseio sozinho.

3 – Simplicidade: Esta é uma regra de ouro neste quarto. Poucos móveis, fácil acesso e muito estofado…menos é mais. A decoração costuma seguir a linha minimalista, sempre com o essencial apenas.

4 – O quarto é para os pequenos e não para os adultos. Se coloque no lugar deles quando planejar tudo, e, isso envolve tanto os itens de segurança como evitar quinas, trocar vidro por acrilico, fixar os objetos com fitas ao invés de pregos, etc. Tanto para os itens de decoração como fotos e quadros que devem estar na altura dos olhos dos pequenos.

5 – Tapetes: São uma boa opção pois protegem do “frio” de alguns tipos de piso e também oferecem mais conforto. Pufes também são uma boa pedida, ainda mais nos cantinhos de leitura.

6 – O tamanho dos objetos e móveis devem ser proporcionais ao tamanho dos pequenos.